About Amplifi.casa

Um servidor simples, com o objetivo de dar vozes a quem não quer depender de grandes redes. 🌻

A missão de amplifi.casa é manter um ambiente construtivo e anti-opressão.

Por isso, independentemente das tecnicalidades das regras daqui, tenha em mente se sua retórica está a favor ou contra classes opressoras, e leve em consideração o máximo de grupos marginalizados que puder ao escrever suas postagens e comentários e definir seus títulos, subtítulos e avisos de conteúdo. É o que a equipe do site fará ao avaliar se o que você escreveu está de acordo ou não com os valores do site.

Tanto contas e blogs pessoais quanto de sites/grupos/organizações são permitides, mas contas e blogs cujo único objetivo é propaganda de sites externos, fofoca, spam, pirataria, fazer discursos de ódio ou outras coisas que só geram problemas para visitantes, usuáries, grupos marginalizados e pessoas da equipe do site não são permitides.

Avisos de conteúdo (e filtros de conteúdo sensível, se forem aplicáveis) para falar de/mostrar imagens piscantes, violência (isso inclui assassinatos, suicídios, automutilação, canibalismo e vontades de violência justificada), discriminação pesada, sexo, fetiches/taras, genitálias, fluidos corporais, pedofilia, incesto e interações não consensuais são obrigatórios.

Avisos de conteúdo (e filtros de conteúdo sensível, se forem aplicáveis) para falar de/mostrar spoilers, discriminação em geral, acontecimentos políticos, comida, fotos com contato visual, textos repetidos em excesso, relações familiares, desastres ecológicos e outres situações estressantes/gatilhos comuns são recomendados.

Avisos de conteúdo não são censuras, e sim formas de pessoas poderem engajar com seu conteúdo em seus próprios termos, além de facilitar o compartilhamento com grupos que podem ter esses gatilhos.

Além disso, não façam acusações contra pessoas/grupos que podem gerar consequências sem ter provas, não desrespeitem identidades alheias caso não estejam machucando ninguém ou contribuindo com opressões por si só, e evitem usar palavras estigmatizadas como ofensa e/ou se você não está ajudando num processo de ressignificação delas.

Termos como queer, autista, narcisista, indígena, chinese, gay, travesti ou outros termos que se referem a grupos marginalizados também não devem ser usados como ofensas ou como características negativas de algo/alguém ruim.

Também é recomendado não usar o/ele/o, @/el@/@ ou x/elx/x como linguagem neutra padrão, e não usar termos ou expressões fortemente associades com grupos reacionários sem ser para criticá-les.